• UMA POR DIA

NATA NACHTHEXEN - MANGER CADAVRE? | UNIÃO DAS MULHERES DO UNDERGROUND | SOCO NA FUÇA | SCENA (SP)

Atualizado: Abr 14



Foto: Wellington Penilha



Nata Nachthexen é natural de São José dos Campos, interior de São Paulo. É é vocalista da banda Manger Cadavre?, produtora de eventos, fundadora da União das Mulheres do Underground, apresentadora, câmera e social media do canal Scena, onde também apresenta e produz o podcast Blasfêmea. É formada em Relações Públicas pela PUC-Campinas e fez parte da primeira turma do Prouni. O interesse por música surgiu ainda na infância. Nata cresceu ao som de rock progressivo, como Pink Floyd, e também de clássicos, como Beatles. Além disso, seu irmão mais velho era fã de bandas de hardcore e heavy metal, como Iron Maiden, Sheik Tosado e Raimundos. Durante a adolescência, conheceu os clássicos do punk como Ramones, Sex Pistols e The Clash e e buscou conhecer novas bandas em programas como o Auto-Falante e Musikaos, ambos da extinta TV Cultura. Também tinha o hábito de trocar cópias de fitas K7 e VHS com amigos e já na época da internet discada conheceu muitas bandas feministas, graças a uma amiga que baixava o material de blogs e fazia cópias de CD´s.


O caminho de Nata no underground começou com a produção de eventos. Em 2005 foi convidada por seu atual companheiro de banda Marcelo Kruszynski para fazer parte da Soco na Fuça produções. A Soco na Fuça surgiu da necessidade de realizar eventos com preços acessíveis, levando até São José dos Campos bandas que outras produtoras não se propunham a levar.




Os eventos realizados pela Soco na Fuça também abrem espaço para novas bandas e apoiam a luta pela libertação animal oferecendo lanches veganos às bandas, opções de consumo vegan nos eventos, sorteando DVDs sobre o tema e abrindo espaço para exposições de artistas independentes ligados ao tema.


Desde a sua fundação, a produtora já realizou 80 festivais, sendo o mais recente o Soco na Fuça Fest, festival online realizado em fevereiro de 2021 com recursos da Lei Aldir Blanc e que, além de bandas já renomadas na cena, abriu espaço para novas bandas e levou a clássica feirinha de exposições para o ambiente virtual.

Fotos: Vegas Clics




Fazer parte de uma banda não estava nos planos de Nata até o ano de 2011, quando a Manger Cadavre? foi formada e surgiu o convite para que ela assumisse o vocal. Ela começou como autodidata e desde 2019 faz aulas de canto com a instrutora de canto Luane Caravante, especializada em vocal extremo. Algumas das principais influências de Nata são as bandas Catharsis, Obituary, Fall of Efrafa, Confronto e Agrimonia.


A Manger Cadavre? (Comer cadáver?) é uma banda de hardcore crust de São José dos Campos e apresenta letras com posicionamento anticapitalista. A formação atual da banda é Nata Nachthexen (voz), Marcelo Kruszynski (bateria), Bruno Henrique (baixo) e Paulo Alexandre (guitarra) .


Foto: Dani Moreira


Em 2017 a Manger participou de uma turnê nacional junto com a Extreme Noise Terror, banda britânica formada em 1985, uma das pioneiras e mais influentes bandas crust punk. Desde a sua fundação, a banda já realizou mais de 200 shows em todas as regiões do Brasil, tendo participado de grandes festivais nacionais, como Setembro Negro, Oxigênio Festival, Abril Pro Rock, e também da Virada Cultural Paulista.

Fotos: Facebook

DISCOGRAFIA MANGER CADAVRE?

Existimos | Single (2012)

Sua Justiça | Single (2013)

Origem da Queda | EP (2013)

Limbo | Split com Disforme (2015)

Senhores da Moral | EP (2016)

Revide | EP (2017)

AntiAutoAjuda | Álbum (2019)

Inflamar | Split com No Rest, Vasen Käsi e Warkrust (2019)





A Manger Cadavre? tem cinco videoclipes lançados em seu canal no Youtube, sendo o mais recente da música Caminhos de Ferro, do álbum AntiAutoAjuda, de 2019:






Em 2017 Nata Nachthexen, fundou a UMU - União das Mulheres do Underground, junto com Sirlene Farias e a Priscilla Silva. UMU é um blog colaborativo que visa divulgar a presença das mulheres no underground brasileiro, seja tocando em bandas, promovendo eventos, produzindo zines, lançando material com selos, fazendo grafites ou ilustrações. Toda iniciativa DIY produzida por mulheres é bem-vinda. O Blog conta ainda com resenhas, entrevistas e matérias.


"Anos atrás, quando vi um certo blog debochando de bandas com mulheres, tive a ideia de montar um blog especializado em bandas com minas na formação. A preguiça venceu. Tempos depois, a desculpa de que “não tem banda com mina” era muito utilizada por produtores. Ainda assim a preguiça venceu. Eis que há pouco tempo, vi um post de uma brasileira que está na gringa, perguntando sobre quais eram as bandas com minas que as pessoas mais gostavam… uma pessoa marcou o Manger e por isso cheguei até a publicação e fiquei LOUCA DE RAIVA. Geral dos caras “da cena” brasileira só indicaram bandas gringas. Quando vi caras com discurso pró-feminismo, não tendo a coragem de indicar UMA banda nacional, espumei. No final das contas, o “faça você mesma” continua sendo aplicado pela gente mesma. Não dá pra esperar as esmolas deles. Nisso, chamei amigas de todo o Brasil e de várias vertentes de som e montamos a página, que é uma forma prática e rápida de fazer a divulgação do trampo das minas. Curiosamente, elas também tinham as mesmas insatisfações com o underground"


Nata Nachthexen, em entrevista ao Zine Palavra Hardcore Leia a entrevista completa AQUI


Recentemente a UMU divulgou o resultado da análise de dados sobre a presença feminina em bandas de rock e suas vertentes na cena independente brasileira. Os dados foram coletados pelo próprio coletivo entre março de 2017 e março de 2021. Ao todo foram catalogados 654 grupos.





A análise completa está disponível em Dentro da Cena: Entenda A Realidade Das Bandas Brasileiras Com Mulheres.



Nata também faz parte da equipe do Scena, um dos maiores e melhores canais de música underground do Youtube. O Scena abre espaço para bandas de variados estilos dentro do rock e do metal, tem mais de 26 mil inscritos e oferece um conteúdo de alta qualidade técnica. As gravações são realizadas no estúdio Family Mob, localizado no Alto da Lapa, em São Paulo.




O programa "Ao Vivo" é o carro chefe do Scena. A proposta é mostrar a performance ao vivo das bandas, além de um bate papo. Além do Ao Vivo, o canal tem vários outros programas como o Drops, Falatório, Discos de Platina, Graxa, Vlogão, Megazord Metal Morte.


Nata Nachthexen é uma das apresentadoras do podcast Blasfêmea, apresentado por Nata e Sirlene Farias. Blasfêmea é um podcast sobre a história da mulher na música, recheado de underground, com cobertura de deboche.




Nos intervalos entre tantas produções, uma das paixões mais recentes descobertas por Nata é a discotecagem. É uma das realizadoras e DJ´s da Porkys, uma festa temática organizada pelos coletivos Vale Punk e Soco na Fuça, onde apresenta um set de gótico/pós-punk.




Para finalizar, vale lembrar que atualmente a banda Manger Cadavre? está com uma campanha para o financiamento do seu novo álbum. A campanha se encerra no final deste mês de abril e, já tem mais de 400 apoiadores, porém ainda não atingiu 100% da meta de R$6.500,00.


Você pode colaborar com qualquer quantia a partir de R$1 pelo pix mangercadavre@gmail.com. O nome de todos os financiadores estará no encarte do CD!


COLABORE! Siga os perfis da Manger Cadavre?, União das Mulheres do Underground, Soco na Fuça e do Canal Scena nas redes sociais! Se inscreva no canal do Youtube! Curta, comente, compartilhe, recomende! Vamos nessa?


Instagram

@mangercadavre?

@uniaodasmulheresdounderground

@soconafucafest @canalscena


Facebook

Manger Cadavre? União das Mulheres do Underground

Soco na Fuça Produções

Canal Scena


Youtube Canal Manger Cadavre?

Canal União das Mulheres do Underground

Canal Soco na Fuça

Canal Scena


CONTATOS

Manger Cadavre?: mangercadavre@gmail.com União das Mulheres do Underground: uniaodasmulheresdounderground@gmail.com

Canal Scena: scena.contato@gmail.com


217 visualizações

Posts recentes

Ver tudo